Sobre nós

Quem somos

O CEFAL é uma empresa privada de Direito Angolano publicada na III.ª Série do Diário da República nº 68/16 de 13 de Abril de 2016, vocacionada para a prestação de serviços, e especializada em Consultoria e Assessoria Educacional. A empresa foi criada com o objectivo de promover a formação integral dos jovens angolanos, mediante forte contribuição para a qualidade de ensino em Angola, de modo a torná-los mais capazes e motivados a participarem na vida cívica, económica, social e política do país.

MISSÂO

Nossa missão é oferecer consultoria e assessoria educacional aos principais actores do processo de ensino-instrução nos domínios da investigação científica, da administração e gestão escolar e da gestão da informação e documentação, para melhorar a qualidade do ensino em Angola.

VISÂO

Ser reconhecida a nível nacional e internacional como excelente promotor da valorização da aprendizagem significativa e de uma forte cultura de investigação científica direcionada a resolução de problemas concretos em Angola.

VALORES

Ubunto – a pessoa humana é de capital importância para o Cefal e, Ubunto é o caminho mais seguro para a condução harmoniosa das relações humanas, quaisquer que sejam, pois Ubunto é a manifestação da exploração e conservação do melhor de cada pessoa.

Quando o Centro de Estudos Filosóficos e Artes Liberais (CEFAL) foi pensado, a intenção foi, inicialmente, a de erigir uma força social capaz de potenciar mudanças. Isto no seio da sociedade hodierna. Não mudança no sentido radical da palavra. E sim, na medida em que se oferece aos angolanos ferramentas para transformarem suas realidades individuais, ou grupais, caso desdenhem seus modos de vida.

Com isto, só encontramos na Educação ferramenta capaz de potenciar mudanças no seio dos angolanos. Não mudança no sentido radical da palavra. E sim, na medida em que desperta o angolano para assumir o controlo da sua própria existência: criando-o, instruindo-o, formando-o, para o trabalho e para a convivência social sadia com os seus semelhantes.

Assim, a nossa ideia embrionária de mudança eterniza-se no sentido de participação activa no processo de ensino-aprendizagem do nosso país. Até aqui o Cefal tem forma, tem sentido. Falta-lhe abrigo, porém. É pedinte.

Então, inspirado nos ideais nacionalistas de criação do homem-novo, do angolano patriota capaz entregar-se ao trabalho pelo seu país, e vendo na Educação caminho seguro para a preconização deste fim, o Cefal afigura-se como uma empresa de Direito Angolano preocupada com a qualidade de ensino e pesquisa em Angola.

Assim, em Março de 2016, o Cefal estabelece seus pressupostos legais com a publicação do seu estatuto legal na III. ª Série do Diário da República n.º 68/16 de 13 de Abril.

Em Maio de 2017, o Cefal inicia o estabelecimento de sua presença online, com o alojamento do site www.cefal.net.

Em 2018, inicia a criação de uma revista científica digital, para contribuir com o acesso a informação e divulgação da produção académica e científica nacional.

Objectivos gerais

Contribuir para a qualidade do ensino em Angola.

Objectivos específicos

• Assegurar o ingresso dos alunos finalistas do primeiro e segundo ciclo do ensino secundário ao ensino médio e superior, respectivamente, nas suas áreas de aptidão e interesse;
• Assegurar que os alunos finalistas dos cursos técnico-profissionais sigam carreira em suas áreas de interesse e aptidão.
• Promover a valoração da aprendizagem significativa e de uma forte cultura de
investigação científica direcionada a resolução de problemas.

Nossa História

Quando o Centro de Estudos Filosóficos e Artes Liberais (CEFAL) foi pensado, a intenção foi, inicialmente, a de erigir uma força social capaz de potenciar mudanças. Isto no seio da sociedade hodierna. Não mudança no sentido radical da palavra. E sim, na medida em que se oferece aos angolanos ferramentas para transformarem suas realidades individuais, ou grupais, caso desdenhem seus modos de vida.

Com isto, só encontramos na Educação ferramenta capaz de potenciar mudanças no seio dos angolanos. Não mudança no sentido radical da palavra. E sim, na medida em que desperta o angolano para assumir o controlo da sua própria existência: criando-o, instruindo-o, formando-o, para o trabalho e para a convivência social sadia com os seus semelhantes.

Assim, a nossa ideia embrionária de mudança eterniza-se no sentido de participação activa no processo de ensino-aprendizagem do nosso país. Até aqui o Cefal tem forma, tem sentido. Falta-lhe abrigo, porém. É pedinte.

Então, inspirado nos ideais nacionalistas de criação do homem-novo, do angolano patriota capaz entregar-se ao trabalho pelo seu país, e vendo na Educação caminho seguro para a preconização deste fim, o Cefal afigura-se como uma empresa de Direito Angolano preocupada com a qualidade de ensino e pesquisa em Angola.

Assim, em Março de 2016, o Cefal estabelece seus pressupostos legais com a publicação do seu estatuto legal na III. ª Série do Diário da República n.º 68/16 de 13 de Abril.

Em Maio de 2017, o Cefal inicia o estabelecimento de sua presença online, com o alojamento do site www.cefal.net.

Em 2018, inicia a criação de uma revista científica digital, para contribuir com o acesso a informação e divulgação da produção académica e científica nacional.

Objectivos

Objectivos gerais

Contribuir para a qualidade do ensino em Angola.

Objectivos específicos

• Assegurar o ingresso dos alunos finalistas do primeiro e segundo ciclo do ensino secundário ao ensino médio e superior, respectivamente, nas suas áreas de aptidão e interesse;
• Assegurar que os alunos finalistas dos cursos técnico-profissionais sigam carreira em suas áreas de interesse e aptidão.
• Promover a valoração da aprendizagem significativa e de uma forte cultura de
investigação científica direcionada a resolução de problemas.

×